O que você sabe sobre AUTISMO?

Autismo é uma disfunção de desenvolvimento, uma condição diagnosticada clinicamente através de observação de sintomas. Há várias terapias importantíssimas que ajudam o desenvolvimento das crianças com autismo a lidar com as dificuldades da fala, interação social, distúrbios de processamento sensorial, etc.

Recentemente, a medicina que tratava desses indivíduos era a psiquiátrica, e digamos que de uma forma um tanto inadequada (e acreditem: muitos pais ainda ouvem que não há nada a se fazer e que a criança deverá ser eventualmente internada!!!).

DAN! – Defeat Autism Now! (Derrote o Autismo Agora!)

Atualmente há um novo ramo de pesquisa médica (Biomédica/DAN) que possui esclarecimento muito maior e melhor sobre o Autismo, partindo do pressuposto que essas alterações comportamentais são manifestações de algo errado em outras partes do corpo, como o sistema digestivo, por exemplo, ou prejuízos no sistema de desintoxicação.

Se ajudarmos as crianças, tirando os agentes agressores e suplementando as deficiências que causam esses impedimentos, os sintomas melhoram drasticamente e por vezes, param de se manifestar, por isso dizemos que AUTISMO É TRATÁVEL e a RECUPERAÇÃO dessas crianças, POSSÍVEL.

Sandy Norfleet mãe de Diego, descobriu que filho tinha autismo aos 3 anos de idade e desde então participa de diversos movimentos e campanhas para ajudar não só o seu filho, como também outras crianças. Brasileira, vive em Chicago, EUA, desde 2000 e esta engajada em diversos movimentos para melhorar o tratamento e esclarecimento do autismo para a sociedade.  Uma das conquistas das mães desta cidade é a  The Autism File magazine today, revista especializada no assunto. Seguem abaixo algumas informações do dia a dia que ela compartilhou conosco.

Este é o quadro que nos deparamos no Diego:

– Distúrbios gastrointestinais: diarréia (por surpreendentes três anos até a introdução da dieta sem glúten e sem caseína), disbiose (predominância de bactérias ruins no trato digestivo e flora intestinal – afeta atenção, comportamento, causa de alergias alimentares), inchaço da barriga (aparência de barriga d’água)

– Alergias alimentares: ovos, leite, soja, castanhas, mostarda, trigo, camarão, morango, laranja, salmão, atum…

– Distúrbio de processamento/integração sensorial: sensível a estímulos externos como tipos diferentes de som, sensação de tato, cheiros, luz. Para ele tudo isso é informação, ou melhor, muita informação de uma vez só, o cérebro tem dificuldade de processar as informações como se estivesse ocorrendo um curto-circuito

A Integração Sensorial é o processo pela qual o cérebro organiza as informações, de modo a dar uma resposta adaptativa adequada, organizando assim, as sensações do próprio corpo e do ambiente de forma a ser possível o uso eficiente do mesmo no ambiente.

– Estimulo Visual – se concentra em olhar para a borda dos objetos. Também é uma forma de auto-regulação para acalmar, por exemplo. Ainda mais quando sobrecarregado com outros estímulos ou cansado.

– Falta de contato ‘ olho-no-olho’ (melhorou bastante desde o inicio da intervenção)

– Falta de coordenação motora: aos cinco anos, ele ainda não consegue andar no triciclo, por exemplo.

– Hiperatividade, falta de concentração e criatividade.

– Falta de envolvimento social.

– Ecolalia: É a repetição (eco) do que se ouve. Repetição tal qual papagaio do que as pessoas dizem, com eliminação de qualquer evidência de entendimento do que foi mencionado e com perda da fala espontânea. Hoje ele fala muitas coisas que agora fazem mais sentido, mas ainda não conseguimos conversar, trocar idéias
– Stress Oxidativo: O stress oxidativo é o desequilíbrio entre o nível de substâncias oxidantes, capazes de provocar lesões a nível celular, e as defesas do organismo. Elevados níveis de stress oxidativo podem também conduzir ao desenvolvimento de reações inflamatórias.

– Impedimentos dos canais de desintoxicação/desperdício de glutationa/ciclo metabólico a glutationa ineficaz: Glutationa é um dos aminoácidos usados pelo fígado para que ele os agregue aos químicos tóxicos, leve os para fora ou os neutralize. Atua direta ou indiretamente em muitos processos biológicos importantes, incluindo a síntese de proteínas, metabolismo e proteção celular.

O corpo do Diego precisa trabalhar muito mais para tentar se livrar dos poluentes do dia-a-dia e químicos com que nos deparamos diariamente e mesmo assim, não consegue se livrar de muitas dessas toxinas, que se acumulam no corpo dele. Os exames mostram concentração metais pesados como chumbo, arsênico, mercúrio, entre outros.

– Convulsões febris – temos que controlar a febre dele quando ele fica doente para que ele não tenha convulsões.

O Diego já progrediu muito, mas ainda tem muito espaço para melhor e se Deus quiser, sua recuperação total. Veja vídeo de Diego lendo corretamente o livro “Pijama Time” (em inglês) e soletrando todas as letras.

Orem pelo Diego sempre e se informem o máximo possível. 1 a cada 110 crianças, 1 em 70 meninos!!! Sei que você poderá ajudar alguém tb!!!

Mais informações: AMA autismo FADA ABC da Saúde

Vídeos feitos no Congresso Biomédico de SP em setembro de 2009 por Evellyn Diniz.

Evellyn é participante do grupo Autismo Esperança, tem um programa de saúde infantil apresentado no SBT do Rio Grande do Norte e é mãe de Stella, com menos de três anos e diagnosticada com autismo.

 

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: